Vistoria de imóvel: como uma avaliação criteriosa pode evitar problemas no futuro

Acabou de comprar ou alugar um imóvel e está ansioso para se mudar imediatamente? Lembre-se que antes de começar a levar os seus pertences, você deve realizar a vistoria do imóvel. Não sabe o que é a vistoria e nem por onde começar? Fique calmo, nós podemos te ajudar!

Vistoria do imóvel: o que é?

A vistoria do imóvel nada mais é do que um procedimento para analisar as condições de habitação de um imóvel antes do novo inquilino, no caso você, se mudar. Uma vistoria criteriosa evita prejuízos e evita problemas e atritos desnecessários entre inquilinos e locatário.

Normalmente, o inquilino recebe da imobiliária um memorial descritivo, isto é, um relatório completo das condições do imóvel. Nesse documento, é descrito em detalhes o nível de conservação da propriedade. É documentado tudo aquilo que o que é novo, o que está com defeito, o que precisa ser reformado, etc.  

Cabe ao inquilino, antes de se mudar, visitar o imóvel e se certificar de que tudo o que está descrito no memorial descritivo está correto. Caso surjam divergências, o inquilino deve documentar suas impressões e encaminhar para que a imobiliária possa anexar à pasta da vistoria do imóvel.

Vistoria do imóvel: o que levar em consideração?

Absolutamente tudo! Quando for realizar a sua vistoria do imóvel, não se esqueça de levar junto o memorial descritivo. Você deve analisar o imóvel minuciosamente e ficar atento à pequenos danos que podem se transformar em grandes problemas no futuro! Pronto para colocar a mão na massa?

Parte elétrica

Verifique as tomadas e fiação da casa inteira. Procure por fios soltos e indícios de adaptação dos pontos de energia. Caso a energia já esteja ligada, teste todas as lâmpadas e veja se não ocorrem pequenos curtos, piscadas e demais sinais que a rede elétrica possa estar danificada ou sobrecarregada. 

Parte hidráulica

O mais importante é identificar possíveis vazamentos. Olhe atentamente para as paredes e para o teto e verifique se existem manchas escuras ou se então a pintura está estufada. Caso encontre alguns desses inconvenientes, é porque há umidade e, consequentemente, vazamentos pelo imóvel. Lembre-se de verificar também as torneiras, chuveiros, ralos, sifões e válvulas de descarga.

Forro, pisos e azulejos

Analise se o forro possui rachaduras ou furos. Quanto aos pisos e azulejos, verifique se o rejunte foi bem feito e se existem trincas, ladrilhos soltos ou imperfeições graves. Faça o teste do silêncio, pise por todo o imóvel e tente encontrar pisos ocos, caso encontre, avise imediatamente a imobiliária, pois eles podem se soltar rapidamente.

Pintura

Procure averiguar se a pintura é recente e está em boas condições. Normalmente, quando há troca de inquilinos, a pintura é sempre renovada pelo proprietário. Se esse for seu caso, você provavelmente terá que pintar todo o imóvel caso precise se mudar novamente.

Portas e janelas

Verifique todas as portas e janelas do imóvel. Analise se elas estão rangendo, “pegando”, fechando e vedando corretamente o ambiente. Atente-se também às condições dos trincos e fechaduras, se possuem ou não chaves reservas.

Apenas assine a vistoria do imóvel caso tudo esteja em ordem e funcionando da maneira esperada. Não tenha vergonha de documentar as irregularidades e pedir por reparos. Afinal, é a sua segurança e tranquilidade que estão em jogo! E Lembre-se: todos os defeitos da parte estrutural do imóvel são responsabilidade do proprietário. Cabe a ele arcar com os possíveis reparos do imóvel antes da sua mudança.