O que pode ser cobrado no condomínio?

O que pode ser cobrado no condomínio?

A taxa de condomínio está presente tanto em estabelecimentos residenciais quanto comerciais. Mesmo o valor estando contemplado como manutenção, segurança, quitação de débitos, limpeza, água, luz e impostos, muitas pessoas têm dúvidas sobre os valores das taxas ou que o mesmo está com o valor elevado.

Por isso é necessário entender o que é cobrado e o que acontece se você deixa de pagar o condomínio. Entenda melhor abaixo:

Taxa de condomínio para que? 

O condomínio é obrigatório para todos, mesmo que o proprietário esteja morando ou não no imóvel, e, caso não seja pago, o condomínio pode ficar inadimplente ou os outros proprietários serão prejudicados, tendo que pagar a mais para cobrir a inadimplência daquele que não pagou.

A taxa serve como pagamento para a mão de obra da propriedade, ou seja, caso o lugar tenha portaria 24 horas, limpeza e conservação e guardas que fazem a ronda noturna. O condomínio também serve para a manutenção da infraestrutura e para o pagamento de água, luz, telefone e impostos.

O que também faz a taxa ser importante não é apenas para o bem estar dos moradores, mas para a valorização do imóvel, uma vez que, se futuramente ele entre à venda, os compradores poderão observar a organização e a segurança do lugar, sendo estes essenciais para decidir se vale a pena ou não investir na compra do imóvel.

O que acontece se não houver pagamento?

Em caso de inadimplência, a administração do condomínio irá analisar o caso para decidir o que fazer. Se a pessoa estiver com dificuldades financeiras, a administradora poderá negociar a dívida. Porém, se o proprietário se recusar a pagar ou a persistência da dívida, a administradora poderá levar a pessoa a ser negativada e cobrada judicialmente. Em casos extremos, o imóvel é penhorado e levado a leilão para o pagamento da dívida do condomínio.

Gostou da explicação que demos sobre taxas de condomínio? Entre no blog da Rede Provectum para conhecer outras dicas para você!