Regras do financiamento para materiais de construção entraram em vigor nesta sexta

 
Fonte: Info Money
SÃO PAULO – Foi publicada nesta sexta-feira (13) no Diário Oficial da União a oficialização das regras do Fimac FGTS (Financiamento de Material de Construção).

Apesar de as regras entrarem em vigor a partir da publicação, a liberação dos recursos só deve ser iniciada em 30 dias.

De acordo com a publicação, a intenção do financiamento é garantir mais opções de financiamentos na área habitacional, por isso, a medida atingirá todas as faixas de renda, porém, é obrigatório ser cotista do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e ter vínculo empregatício ativo.

Regras

O valor do financiamento será limitado a até R$ 20 mil, com possibilidade de pagamento em até 120 meses.

Em relação CET (custo efetivo total), incluindo juros, comissões e outros encargos financeiros, ele deve ser de no máximo 12% ao ano; já a taxa nominal de juros do FGTS é de 8,5% ao ano e incide sobre o saldo devedor atualizado.

Apesar de utilizar recursos do Fundo de Garantia, a amortização ou quitação do financiamento não poderá ser realizado por meio de saques do FGTS.

O financiamento poderá ser pedido para imóveis residenciais, porém, o interessado no financiamento só será beneficiado se comprovar que o lote ou edificação é regular.

Com o crédito, será possível comprar materiais de construção para reforma, construção ou ampliação do imóvel, instalação de medidores individuais de água, implantação de SAS (Sistemas de Aquecimento Solar) e também itens que visem à acessibilidade, ao desenvolvimento sustentável e à preservação do meio ambiente.