Investimentos na RMC impulsionam o setor de locações

Chácara Primavera, Mansões Santo Antônio e Parque Prado foram os bairros que mais se valorizaram em Campinas
As obras de ampliação do Aeroporto Internacional de Viracopos, a possível vinda do Trem de Alta Velocidade – TAV – e a indicação de Campinas para se tornar uma das subsedes da Copa do Mundo de 2014, vão impulsionar significativamente a economia na Região Metropolitana de Campinas (RMC). Atraídas pelo desenvolvimento econômico, empresas de grande porte nacionais e multinacionais têm escolhido a região para se instalar, gerando um grande fluxo migratório e alavancando o mercado imobiliário de locações.
De acordo com o gerente de locações da Provectum Imóveis, Ronaldo Lopes, a oferta de imóveis em Campinas vem crescendo substancialmente, em decorrência de novos empreendimentos residenciais. Os bairros mais valorizados são: Chácara Primavera e Mansões Santo Antônio, seguidos do Parque Prado. “Todos esses bairros perdem apenas para o Cambuí”, observa. Ele diz ainda que a valorização de determinadas regiões resultaram em um aumento de aproximadamente 17% no valor dos alugueis.

Perfil
Pesquisa feita recentemente apontou que 56% da população de São Paulo gostaria de se mudar para o Interior do estado, para ter uma qualidade de vida melhor. Essa mudança, no entanto, já começa a ser percebida, levando em conta o atual perfil do inquilino, formado principalmente por executivos. São na grande maioria, jovens, casados, com filhos pequenos e com um bom padrão de vida.

Muitos são estrangeiros que, ao chegarem na cidade, desejam se instalar em imóveis de médio e alto padrão. “Querem, de preferência, uma construção recente com área de lazer e pelo menos duas vagas de garagem”, conclui Lopes.