5 conselhos para você que deseja morar sozinho

morar sozinho

Morar sozinho é o sonho de muitos jovens que ainda não tiveram a oportunidade de sair da casa dos pais. A liberdade tão sonhada, entretanto, também traz uma grande responsabilidade: ao morar sozinho, você (e só você) é responsável por sua saúde, bem estar e conforto – além das contas, claro.

Às vezes, quando essa resolução chega impulsivamente, sem planejamento, pode gerar muita aflição: “quero, mas não sei por onde começar!”. Por isso, se você cultiva o sonho de morar sozinho, converse com outras pessoas, ouça conselhos e tenha ajuda profissional para você se preparar da melhor maneira possível para essa nova (e incrível) fase da sua vida!

 

Morar sozinho: alguns conselhos

 

Adquira o hábito de poupar

Antes de tudo, saiba que ao morar sozinho você será responsável por sua saúde financeira, gastos e economias futuras. Por isso, adquira desde já o hábito de poupar dinheiro! Evite gastos desnecessários e repense seus gastos atuais: muitas coisas você poderia fazer sozinho sem precisar pagar para isso, e assim você poderia guardar esse dinheiro para a nova fase que está buscando!

 

Tenha uma poupança para emergências

Falando em poupar, um hábito que você terá que cultivar ao longo da vida, não se esqueça de ter uma poupança para emergências. Não, não estamos falando de uma poupança que já tem uma meta estabelecida: aquela viagem, o carro novo… Uma poupança para emergências deve ser uma quantia de dinheiro que você deve ser propor a guardar para emergências!

Ao morar sozinho, você pode ser surpreendido com problemas de saúde, gastos inesperados ou desemprego, e ao contar com uma reserva financeira você sabe que poderá contar com ela, sem precisar se desesperar logo de cara.

 

Planeje o começo

O primeiro passo de morar sozinho pode ser o mais assustador: de repente você tem que gastar com inúmeras coisas que não possui, desde a geladeira até o copo para beber água. Somando todos os gastos iniciais, dos grandes aos pequenos, com certeza será uma quantia considerável. Por isso, calcule bem todos os gastos que você terá quando sair de casa para ter seu próprio espaço. Depois, busque alternativas mais econômicas, pesquise, e vá reservando um dinheiro para isso!

 

Viva de aluguel (pelo menos a curto prazo)

Morar sozinho trará a você possibilidades incríveis e muita liberdade – e por isso o aluguel, nesse momento, pode ser a melhor alternativa. Ao alugar sua primeira casa, você fica aberto à oportunidades de emprego ou estudos em outras localizações, talvez mais afastadas de onde você escolher se estabelecer num primeiro momento.

Se você ainda não tem planos bem definidos para os próximos 5 anos, pense em viver de aluguel. E com certeza você encontrará imóveis incríveis que cabem no seu bolso e façam sua experiência de morar sozinho ser incrível!

 

Planejamento financeiro

Pensando em evitar dores de cabeça futuras, não se esqueça de criar um bom planejamento financeiro: anote todos os seus gastos fixos, preveja gastos anuais (como impostos ou seguro automotivo) e faça previsões de seus gastos variáveis (como academia ou curso de inglês). Enxergando – seja em uma planilha ou caderninho – toda a sua vida financeira futura, você pode se planejar, repensar gastos atuais, e estar preparado para os meses seguintes.

Aplicando esses conselhos à sua realidade e necessidades, morar sozinho vai ser incrível e sem dor de cabeça. Se você quiser ajuda especializada para encontrar o imóvel ideal, de forma rápida e segura, fale com um de nossos corretores!