Imobiliária em Campinas

Desemprego baixo impulsiona crédito imobiliário em 2012

em: Provectum

Fonte: REUTERS
SÃO PAULO - O crédito imobiliário no país deve crescer 30 por cento em 2012, alcançando recorde de 103,9 bilhões de reais, impulsionado por desemprego baixo e alta na renda, informou nesta quinta-feira a entidade que representa o setor, Abecip.

O valor considera apenas recursos da caderneta de poupança e exclui o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

"O cenário é muito favorável para crescimento do crédito imobiliário, não só em 2012", disse o presidente da Abecip, Octavio de Lazari Jr., se referindo ao aumento da massa salarial e à manutenção do baixo nível de desemprego.

Nesta quinta-feira, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que a taxa de desemprego do país em dezembro caiu a 4,7 por cento em dezembro ante 5,2 por cento em novembro, o menor nível desde o início da série, em 2002 .

Em 2011, o financiamento imobiliário somou 79,9 bilhões de reais, crescimento de 42 por cento sobre o ano anterior, mas resultado abaixo do esperado pela Abecip, que esperava 85 bilhões de reais.

 

Busca

Newsletter

Seu e-mail

Arquivo

Facebook

Twitter

Twitter Youtube Flickr Facebook