Imobiliária em Campinas

Vai para o litoral no feriado? Aluguel mais do que dobra, dependendo do local

em: Provectum
São Paulo - Quem for viajar para o litoral Paulista no feriado de 15 de Novembro deve ficar atento: o preço das locações de imóveis pode variar até 136,36%, dependendo da localização. Essa diferença foi registrada nas diárias de casas com quatro dormitórios, cujos preços vão de R$ 550 (litoral Sul) a R$ 1.300 (litoral Central).

De acordo com os dados divulgados pelo Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo), na melhor das hipóteses, a diferença entre o menor e o maior preço para imóveis em iguais condições é de 11,5%, para apartamentos com um quarto no litoral Norte (R$ 165 a diária) ou no litoral Central (R$ 184 a diária).

Considerando apenas os preços, é possível passar o feriado no litoral pagando uma diária de R$ 165 em um apartamento de um quarto no litoral Norte ou até R$ 2 mil em um apartamento com quatro dormitórios no litoral Norte. Veja matéria completa no link: http://casaeimoveis.uol.com.br/ultimas-noticias/infomoney/2011/10/26/vai-para-o-litoral-no-feriado-aluguel-mais-do-que-dobra-dependendo-do-local.jhtm

Salão Imobiliário abre nesta quinta e espera fechar R$ 350 mi em negócios Evento que segue até domingo no Shopping Iguatemi reúne cerca de 10 mil imóv

em: Provectum

O 3º Salão Imobiliário de Campinas espera fechar R$ 350 milhões em negócios nos três dias do evento, que segue até domingo (30), no piso 2 do estacionamento coberto do Shopping Center Iguatemi. Durante o salão serão oferecidos cerca de 10 mil imóveis, entre terrenos, casas, apartamentos e além de imóveis comerciais em Campinas e região e várias cidades do interior e do litoral paulista, com preços entre R$ 60 mil e R$ 5 milhões.
Os imóveis para todas as classes de consumidores e de investidores terão preços e condições especiais no estande da Provectum Imóveis, instalado bem na entrada da feira. Além de centenas de imóveis para compra e locação disponíveis em nossos cadastrados, os visitantes também terão a oportunidade de conhecer dois lançamentos de condomínios de casas.
Serviço
3º SIM - Salão Imobiliário de Campinas e Região
Local: estacionamento coberto do 2º piso do Shopping Iguatemi Campinas, na Avenida Iguatemi, 777, Vila Brandina
Horário: 10h às 22h na quinta, sexta e sábado e das 10h às 20h no domingo
Entrada: gratuita, mediante inscrição pelo site www.megavendaimovel.com.br

Investimento habitacional saltou de R$ 7 bi para R$ 62 bi em sete anos

em: Provectum
BRASÍLIA – O investimento em programas habitacionais, com a elaboração de um Plano Nacional de Desenvolvimento Urbano, cresceu 885% em sete anos, de acordo com levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgado nesta terça-feira. O volume de recursos aplicados no setor aumentou de R$ 7 bilhões, em 2002, para R$ 62 bilhões, em 2009.

Os beneficiados foram famílias com faixa de renda de até três salários mínimos, na qual se concentra o déficit habitacional. Essa parcela da população recebia 32% dos investimentos, em 2002, chegou a 77%, em 2007, e se estabilizou na faixa de 64% em 2008 e 2009.

O Ipea avalia que a expectativa do governo de zerar o déficit habitacional em 2013 será alcançada, “se houver continuidade do nível de investimento”, segundo o técnico Cleandro Krause.

Um dos desafios apontados para a política habitacional nos próximos anos é a melhoria da eficiência dos municípios em realizar os planos habitacionais locais. “Há dificuldade no acesso aos recursos, que não chegam a todos e de imediato, além da falta de capacidade técnica”, explicou o economista Renato Balbim.

(Thiago Resende |Valor)

Saques do FGTS para pagar casa própria crescem 57%

em: Provectum
Os saques de recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para a compra da casa própria saltaram 57,2% no acumulado do ano até julho no confronto com igual período em 2008.

Entre os motivos, destaca José Maria Oliveira Leão, superintendente nacional do FGTS, estão o aquecimento do mercado imobiliário e o programa Minha Casa, Minha Vida, lançado pelo governo federal em março de 2009 com o objetivo de reduzir o deficit habitacional no país.

Já na comparação com o mesmo período no ano passado, o aumento foi de 13%, segundo dados da Caixa Econômica Federal, agente operadora do fundo.

Na média, considerando todas as formas de saque autorizadas, os acréscimos foram de 23,4% e 11,0%, respectivamente, nesses períodos.

O dinheiro pode ser usado na compra do imóvel, para reduzir as prestações do financiamento, para amortizar o saldo devedor ou para liquidar o débito com o banco, mas é preciso ficar atento aos períodos de carência.

Quem já teve uma moradia financiada pelo SFH (Sistema Financeiro de Habitação), que engloba os empréstimos para a compra de unidades até R$ 500 mil, pode usar o FGTS para adquirir um segundo imóvel desde que não esteja na mesma localidade: município ou região metropolitana (se houver).

Vale lembrar ainda que o saque só será autorizado se o consumidor possuir pelo menos três anos de trabalho sob o regime do FGTS, somando-se todos os períodos com carteira assinada, na mesma ou em empresas diferentes.

Fiador ainda é principal opção na hora de alugar imóvel em SP

em: Provectum
SÃO PAULO – Os fiadores continuam sendo a opção preferida na hora de se alugar um imóvel, dentre todas as modalidades de garantia adotadas no Estado de São Paulo. O destaque ficou para o interior, onde esteve em 82,15% dos contratos firmados.O dado faz parte da pesquisa divulgada pelo Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo).

No litoral, o fiador apareceu em 50% dos casos. Na região do ABCD mais Guarulhos e Osasco e na capital, essa modalidade esteve em 44,58% e 48,30% dos contratos, respectivamente.

No caso do depósito, no litoral,l essa foi a opção de 36,17% dos contratos. Na capital, o depósito foi escolhido em 24,47% das locações e, na região do ABCD mais Guarulhos e Osasco, esteve presente em 27,50% dos contratos.

Outras modalidades

Dentre as modalidades menos tradicionais, a locação sem garantia apareceu na capital em 0,09% dos contratos. Já no interior, apareceu em 0,16% dos contratos.

Confira, na tabela a seguir, a participação das garantias de locação em cada região do estado analisada pelo Creci-SP:

Garantias de aluguel
 Capital 
 ABCD + G + O *
 Interior 
 Litoral 
Fiador
48,30%
44,58%
82,15%
50%
Seguro Fiança
27,14%
27,71%
7,48%
13,30%
Depósito
24,47%
27,50%
9,81%
36,17%
Sem Garantia
0,09%
0,21%
0,16%
0,53%
Caução de Imóveis
nula
nula 
nula
nula
Cessão Fiduciária
nula
nula
0,40%
nula
Fonte: Secovi-SP
* ABCD + Guarulhos + Osasco

Busca

Newsletter

Seu e-mail

Facebook

Twitter

Twitter Youtube Flickr Facebook