Imobiliária em Campinas

Governo eleva o teto para o financiamento de imóveis em 2019

em: Mercado

Nesta semana o Conselho Monetário Nacional (CMN), órgão ligado ao Banco Central, anunciou que, a partir de 1º de janeiro de 2019, o teto para o financiamento de imóveis residenciais pelo Sistema Financeiro de Habitação subirá para R$ 1,5 milhão.

Atualmente, no estado de São Paulo, a regra permite que apenas imóveis com valor até R$ 950 mil podem ser financiados pelo SFH e com recursos do FGTS.

Vantagens do financiamento pelo SFH
O SFH é um sistema que permite condições mais vantajosas para a compra de um imóvel. Por meio dele os juros são limitados a 12% ao ano (mais a Taxa Referencial) e o comprador pode usar recursos do FGTS tanto para dar como entrada quanto para quitar o saldo devedor.

Regras só entram em vigor em 2019
As regras, portanto, passam a valer a partir do ano que vem para os imóveis com valor superior a R$ 950 mil. O governo espera que esta medida amplie as possibilidades de financiamento de imóveis residenciais, estimulando o mercado da construção civil e gerando mais empregos no setor.

Teto costuma variar ao longo dos anos
Em 2017, no mês de fevereiro, o governo já havia elevado o teto para R$ 1,5 milhão, mas ele foi válido apenas até o final do ano passado. Desde janeiro de 2018 que o valor não pode ultrapassar R$ 950 mil. O Banco Central anunciou que pretender tornar permanente o limite de R$ 1,5 milhão a partir do ano que vem, em todos os estados do país.

Imagem: iStock

Comentários:

Busca

Newsletter

Seu e-mail

Arquivo

Twitter Youtube Flickr Facebook