Financiar um imóvel pela Caixa é sempre mais barato?

Quando se pensa em financiamento imobiliário, a Caixa Econômica Federal vem à cabeça como primeira opção na maioria das vezes. Isso se deve às suas taxas de juros, que em geral são mais baixas que as taxas dos demais bancos.
Mas, será que o financiamento pela Caixa é sempre o mais barato? A resposta é não. Pode haver casos em que, apesar das suas taxas serem menores, o custo total do financiamento pode ser mais alto do que o dos bancos privados. Por que isso ocorre?

Financiamento não depende apenas da taxa de juros
Em um financiamento, não é apenas o custo dos juros que está contido nas parcelas. Nelas também são incluídas despesas como seguros e taxas administrativas.

Dependendo destes valores, o Custo Efetivo Total (CET), que é o custo final de um financiamento (e que deve ser usado como referência para comparação), pode ser até menor em um banco privado.

Taxas especiais nos bancos privados
O histórico de relacionamento do cliente com seu banco pode ser um fator que facilite a obtenção de taxas de juros menores. Quando o cliente tem um histórico de bom pagador, ele pode negociar uma taxa mais vantajosa com seu gerente. E dependendo do caso, essa taxa pode chegar a ficar abaixo da taxa cobrada pela Caixa.

Pacotes de serviços
Em geral, nos planos de financiamento bancário, tanto a Caixa quando os bancos privados oferecem taxas diferenciadas para quem é correntista ou não. Assim, quem também contrata outros serviços, como conta corrente, cartão de crédito etc., pode dispor de taxas de financiamento menores. Isso também faz com que os valores do financiamento entre a Caixa e os bancos privados varie ainda mais.

Vale a pena pesquisar
Portanto, a conclusão é que, ainda que a Caixa possa oferecer taxas de juros menores, vale a pena pesquisar entre os demais bancos e comparar o CET de cada um. Dependendo do caso, um banco privado pode oferecer uma condição mais vantajosa.

Imagem: iStock