Como calcular o número de tomadas para cada ambiente?

Toda hora estamos procurando uma tomada para carregar o celular, o notebook etc. E a sensação que temos é que “faltam tomadas”. Há também outros equipamentos que necessitam de tomadas e não podem ser esquecidos.

Se você vai construir a sua casa, ou reformar a sua, conheça algumas dicas importantes para calcular a quantidade ideal de tomadas para cada cômodo:

Cuidado com as sobrecargas
Se você já usa em casa os chamados “benjamins” ou réguas com várias entradas de energia, vale o alerta: eles podem provocar uma sobrecarga de energia e causar um curto-circuito! O risco de incêndio aumenta bastante. Se sua situação é esta, evite esta prática e comece a pensar em uma reforma das instalações elétricas.

Fale com um especialista
Procure um eletricista de confiança para saber quantos pontos de energia novos podem ser instalados em um cômodo. Para um imóvel já construído, o sistema elétrico já tem um dimensionamento conforme a demanda de uso esperada para cada ambiente.

Por isso, não adianta espalhar novas tomadas pelos cômodos sem um estudo prévio. Os demais componentes do sistema (como o cabeamento, os disjuntores etc.) podem não suportar a sobrecarga.

Há limites para a instalação de tomadas?
Se o seu imóvel já está construído, sim. Há um limite, conforme explicado. Ele vai depender da capacidade que cada cômodo pode comportar, conforme o sistema instalado.

Mas se você vai construir um imóvel, não há limites. É possível, por exemplo, posicionar uma tomada em cada parede, se for necessário. Logicamente, isso irá demandar a instalação de um cabeamento de maior capacidade e mais consumo de energia elétrica.

Quais são os locais de maior exigência?
Em geral, a sala costuma ser o cômodo com maior demanda por tomadas. Nela são colocados muitos equipamentos eletrônicos (TV, DVD, sistemas para TV a cabo, roteador, telefone etc.), além de luminárias, abajures etc. E o local ainda demanda tomadas para aspiradores de pó, carregadores de celulares, entre outros.
Se a sua casa tem também um escritório de trabalho, certamente esse será um local com alta exigência de tomadas.

Estime a demanda de uso
Procure sempre estimar qual será a exigência por pontos de energia ao fazer o projeto da casa. Lembre-se que novos aparelhos eletrônicos podem surgir no futuro. Atualmente, a demanda é maior que no passado. E isso pode seguir aumentando.

Calcule com uma certa folga
Mesmo estimando uma previsão de uso – e ela deve incluir tomadas nos banheiros, cozinha, lavabos etc. –, procure instalar um pouco a mais que o previsto. Sempre convém ter uma certa folga de capacidade, e não calcular a quantidade em seu limite.
Desse modo, você terá, em sua casa, uma tomada sempre disponível, e com a capacidade adequada e segura para usar à vontade.

Imagem: iStock